• Acessibilidade na Web
  • Aumentar letra
  • Diminuir letra
  • Letra normal
Assista a websérie
BIÓLOGO

No dia 3 de setembro é comemorado o Dia do Biólogo. Para homenagear este importante profissional, habilitado para trabalhar em diversas áreas, entrevistamos o biólogo Mário Luiz Farias Cavalcanti, coordenador do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mário Cavalcanti possui mestrado e doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande. Atualmente é editor e consultor da Revista de Biologia e Ciências da Terra, além de professor e pesquisador da UFPB. Nesta entrevista, Cavalcanti fala sobre as áreas em que um biólogo pode atuar, quais as mais promissoras, a importância de se preservar o meio ambiente, entre outras coisas. Confira a entrevista:

Que características a pessoa deve ter para se tornar um bom biólogo?

Mário Cavalcanti – Primeiramente, tem que amar a natureza, sentir-se bem em defender o meio ambiente e fazer a sociedade entender que a espécie humana não é a mais importante do planeta, é simplesmente uma espécie de ser vivo dentre milhares existentes. Temos que nos adaptar ao meio ambiente e não tentar fazê-lo adaptar-se aos nossos caprichos.

Além da sala de aula, em que áreas um biólogo pode atuar?

Mário Cavalcanti - O biólogo é um profissional que está habilitado pra trabalhar em diversas áreas do conhecimento. São elas: Análises Clínicas, Biofísica, Biologia Celular, Bioquímica, Botânica, Ciências Morfológicas, Ecologia, Educação, Ética, Farmacologia, Fisiologia, Genética, Imunologia, Informática, Limnologia, Micologia, Microbiologia, Oceanografia, Paleontologia, Parasitologia, Saúde Pública e Zoologia.

As áreas de conhecimento e suas atribuições estão regulamentadas através da Resolução Nº 10 do Conselho Federal de Biologia, de 5 de Julho de 2003, que dispõe sobre as atividades, áreas e subáreas do conhecimento do biólogo.

Como está o mercado de trabalho para quem se forma em Ciências Biológicas?

Mário Cavalcanti - O mercado de trabalho é muito promissor, uma vez que diversos temas relacionados à Biologia estão cada vez mais evidentes, como, por exemplo, a biotecnologia e a preocupação com o meio ambiente.

Quais são as áreas mais promissoras?

Mário Cavalcanti - Não sei se posso apontar a área mais promissora, dependerá muito da região geográfica e do tipo de trabalho que o profissional pretende desenvolver, mas posso citar a Ecologia, Genética e, como sempre, a Educação, seja de nível fundamental ou superior.

Como é o trabalho do Biólogo na sua especialidade, ligada às Ciências da Terra?

Mário Cavalcanti - Não só as Ciências da Terra, mas considerando as áreas de atuação anteriormente relacionadas, o profissional formado em Ciências Biológicas atua no Ensino (fundamental ou superior), Prestação de Serviços, Execução de Análises Laboratoriais, Consultorias/Assessorias Técnicas, Emissão de laudos e pareceres, Coordenação/orientação/supervisão de estudos/projetos de pesquisa, Realização de perícias, Ocupação de cargos técnico-administrativos e Atuação como responsável técnico (TRT).

O aprimoramento constante faz parte da carreira do biólogo?

Mário Cavalcanti - O aprimoramento faz parte de qualquer profissional, e com o biólogo não seria diferente. Como há um desenvolvimento muito rápido da tecnologia e também o surgimento de novas pesquisas, existe a real necessidade de o profissional estar sempre se atualizando, através de leitura de artigos científicos, participação em eventos ligados a sua área de atuação e realização de pesquisas, sempre com o objetivo de construir conhecimento.

Que mensagem você deixaria para um estudante que esteja planejando se tornar um biólogo?

Mário Cavalcanti - O biólogo antes de tudo tem que amar a profissão, trabalhar sempre com honestidade, objetivando defender a vida e estimular o desenvolvimento científico, tecnológico e humanístico com justiça e paz.

Sempre me espelho nos animais antes de agir, digo aos meus alunos que ajam como “animais”. Não estou estimulando a agressividade, mas justamente o contrário, pois os animais tidos como irracionais só atacam quando estão na luta pela sobrevivência, isto é, para se defender ou se alimentar. Ao contrário, o homem - que é tido como animal racional - ataca sua própria espécie por coisas insignificantes como, por exemplo, por um cargo melhor, para roubar um celular, ou simplesmente para se orgulhar porque de alguma forma saiu na vantagem.

Ainda tenho dúvida se os Homo sapiens, tidos como espécie humana (que muitas vezes não têm nada de humano), não são os verdadeiros animais irracionais.

O biólogo antes de tudo já é presenteado por poder atuar ao lado da natureza. Sucesso a todos e parabéns aos biólogos pelo seu dia (3 de setembro) e a todos aqueles que podem não ser biólogos, por não ter diploma, mas que também se dedicam à defesa do meio ambiente, sendo estes biólogos de coração.

Compartilhar
Facebook Twitter
Redes Sociais da Conexão Escola
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
SEEDUC
Rua Professor Pereira Reis, 119, 1º andarSanto Cristo — Rio de Janeiro — RJ
DENÚNCIAS ANÔNIMAS
  • Disque Denúncia: 2253-1177
  • Alô Alerj: 0800 022 0008
  • Disque Direitos Humanos: 100