• Acessibilidade na Web
  • Aumentar letra
  • Diminuir letra
  • Letra normal
Assista a websérie
ARQUITETO

O mercado para profissionais formados em Arquitetura requer pessoas perseverantes e "antenadas". Para conhecer melhor essa carreira, entrevistamos o arquiteto Índio da Costa.

Ao longo de 30 anos de carreira, o arquiteto e sua equipe foram responsáveis por mais de uma centena de projetos. Entre eles o Rio Cidade, que mudou a cara do Leblon nos anos 90, com postes, cabines telefônicas, abrigos de ônibus e fradinhos em forma de bola.

Os novos quiosques da orla de Copacabana, que tiveram 98% de aprovação popular, segundo pesquisa realizada pelo Ibope, também são de sua autoria. No ano passado, o escritório foi chamado para desenvolver o plano de recuperação e desenvolvimento urbano para a localidade Sertão Verde, em Gaspar (SC), e para redesenhar a Orla da Coroa do Meio, em Aracaju (SE). Recentemente dois de seus projetos residenciais foram incluídos no livro 1000X Architecture Of The Americas, que reúne os projetos arquitetônicos mais criativos das três Américas. Confira a entrevista.

Que características a pessoa deve ter para se tornar um bom arquiteto?

Índio da Costa - Amor pela profissão e perseverança, perseverança e perseverança.


Como está o mercado de trabalho para quem se forma em Arquitetura?

Índio da Costa - O mercado está aquecido no Brasil, de um modo geral. Mas estará sempre receptivo para quem é competente, capaz e perseverante e, sobretudo, para quem tem prazer no que faz.


Quais são as áreas mais promissoras?

Índio da Costa - As áreas vão depender do interesse e da vocação do arquiteto. Há espaço e oportunidades na área do mercado imobiliário, na área acadêmica, nos escritórios particulares e no serviço público, onde o urbanismo é mais presente. Se o arquiteto se satisfizer mais com projetos de excelência, os concursos públicos e privados são uma ótima oportunidade.


Como é o trabalho do arquiteto na sua especialidade?

Índio da Costa - No meu caso específico, com escritório particular há muitos anos, tenho, no trabalho, uma das maiores fontes de alegria e prazer. O dia a dia não pesa, ao contrário, estimula, entusiasma e alegra. Os novos desafios são sempre muito estimulantes.


O aprimoramento constante faz parte da carreira do arquiteto?

Índio da Costa - Sem dúvida. Num mundo em transformação acelerada e crescente, o aprimoramento tem que ser constante.


Que mensagem você deixaria para um estudante que esteja planejando se tornar um arquiteto?

Índio da Costa - Faça seu trabalho com amor e alegria. Não se deixe vencer por dificuldades e esteja muito atento ao mundo que nos cerca.

Compartilhar
Facebook Twitter
Redes Sociais da Conexão Escola
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
SEEDUC
Rua Professor Pereira Reis, 119, 1º andarSanto Cristo — Rio de Janeiro — RJ
DENÚNCIAS ANÔNIMAS
  • Disque Denúncia: 2253-1177
  • Alô Alerj: 0800 022 0008
  • Disque Direitos Humanos: 100